Business Intelligence’s Contribution to Decision Making Processes – An Empirical

  • Daniel Bussolotto Universidade de Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, Brazil
  • Leonardo Da Costa Bagattini Universidade de Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, Brazil
  • Maria Emília Camargo Univeridade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brazil
Keywords: Business Intelligence, Information, Decision Making Process

Abstract

The function of information and its management technologies in decision-making processes has undergone constant evolution over time, aligned with the strategic goals of organizations, leading the company to its objectives, united efforts, internal and external measures for its fulfillment. This study aims to identify the contribution of business intelligence in the distribution of information in a strategic way, in decision-making processes within companies. The methodology is presented as a qualitative exploratory research using bibliographic procedures, using a multiple case study strategy, with data collection processes through semi-structured interviews with employees of medium and large companies. size of the state of Rio Grande do Sul, which adopt business intelligence solutions and software in their corporate activity and data analysis is done through content analysis. The research highlights business intelligence as a tool for distributing information strategically in decision-making processes within companies.

References

. GARTNER, I. Business Intelligence (BI). Gartner IT Glossary. Disponível em: <https://www.gartner.com/en/information-technology/glossary/business-intelligence-bi>. Acesso em 20 mai 2020.

. RAINER, Kelly; CEGIELSKI, Casey. Introdução a sistemas de informação. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

. O’BRIEN, James. Administração de sistemas da informação. Ed 15°. Porto Alegre: AMGH, 2013.

. PRIMAK, Fábio Vinicius da Silva. Decisões com B.I. (Business Intelligence). Rio de Janeiro: Editora Ciência Moderna LTDA, 2008.

. LUHN, Hans Peter. A Business Intelligence System. USA: IBM Journal of Research and Develoment, 1958.

. STAREC, Claudio; GOMES, Elisabeth Braz Pereira; CHAVES, Jorge Bezerra Lopes (Org.). Gestão estratégica da informação e inteligência competitiva. São Paulo: Saraiva, 2005.

. ALCÂNTARA, S. Business Intelligence (BI) como auxílio à gestão de negócios. In: CUNHA, I. B. de A.; PEREIRA, F. C. M.; NEVES, J. T. de R.; Análises do Fluxo Informacional Presente em uma empresa do segmento de serviços de valor agregado (SVA). v. 20. Belo Horizonte: Perspectivas em Ciência da Informação, 2015.

. TURBAN, Enfraim; SHARDA, Ramesh; ARONSON, Jay E.; KING, David. Business Intelligence: um enfoque gerencial para a inteligência do negócio. Porto Alegre: Bookman. 2009.

. KIMBALL, Ralph; ROSS, Margy. The Data Warehouse Tollkit. In MONTEIRO, A. V. G.; PINTO, M. P. O.; COSTA, R. M. E. M. da. Uma aplicação de Data Warehouse para apoiar negócios. Cadernos do IME: Série Informática Vol. 16. Rio de Janeiro: Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2004.

. PACE, E. S. U.; BASSO, L. F. C.; SILVA, M. A.; Indicadores de Desempenho como Direcionadores de Valor. v. 7. n. 1. Curitiba: Revista de Administração Contemporânea, 2003. p. 37-65.

. SAPIRO, Arão. Inteligência empresarial: a revolução informacional da ação competitiva. v. 33, n. 3. São Paulo: Revista de Administração de Empresas, 1993. p. 106-124.

. TURBAN, Efrain; RAINER JR, Rainer K.; POTTER, Richard E. Administração de tecnologia da informação: teoria e prática. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.

. ANDRADE, Eduardo Leopoldino de. Introdução à pesquisa operacional: métodos e modelos para análise de decisões. 4 ed. Rio de Janeiro: LTC, 2012.

. PINHEIRO, Lena Vania Ribeiro; FERREZ, Helena Dodd. Tesauro Brasileiro de Ciência da Informação. Instituto Brasileiro de informação em Ciência e Tecnologia. 25 out 2018. Disponível em: <https://ibict.br/publicacoes-e-institucionais/tesauro-brasileiro-de-ciencia-da-informacao> Acesso em 08 set 2020.

. KAHANER, L., Competitive Intelligence: How to Gather, Analyse and Use Information to Move your Business to the Top in STAREC, Claudio; GOMES, Elisabeth Braz Pereira; CHAVES, Jorge Bezerra Lopes (Org.). Gestão estratégica da informação e inteligência competitiva. São Paulo: Saraiva, 2005.

. MONTEIRO, A. V. G.; PINTO, M. P. O.; COSTA, R. M. E. M. da. Uma aplicação de Data Warehouse para apoiar negócios. Cadernos do IME: Série Informática Vol. 16. Rio de Janeiro: Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2004.

. OLIVEIRA, D. T.; PEREIRA, O. J. Um estudo do Business Intelligence no ambiente empresarial. São Paulo: Atlas, 2008.

. BARBIERI, Carlos. Bi2 - Business Intelligence: modelagem & qualidade. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

. CAVIQUE, Luiz. Uma nova taxonomia em Data Science. Seção IV, Maximus Report, 2014. p. 92.

. LINHARES, K. S. C. Aspectos teóricos do data mining: descoberta do conhecimento em medicina. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2003.

. WERNKE, Rodney. Gestão de Custos: uma abordagem prática. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2008.

. DRUCKER, Peter F. Administração: tarefas, responsabilidades e práticas. Vol. 1. São Paulo: Pioneira. 1975.

. GRAEML, Alexandre Reis. Sistemas de Informação: O alinhamento da estratégia de TI com a estratégia corporativa. 2ª ed. São Paulo: Atlas, 2003

. ELIAS, Diego. As 5 etapas do processo de Business Intelligence BI. Canaltech. 2014. Disponível em: <http://corporate.canaltech.com.br/noticia/business-intelligence/As-5-etapas-do-processo-de-Business-Intelligence-BI/> Acesso em: 21 mai 2020.

. STEINER, George A. Strategic Planning. Londres: Collier Macmillan, 1979. p. 12-14

. OLIVEIRA, D. de P. R. de. Planejamento Estratégico: conceitos, metodologias e práticas. 30ª ed. São Paulo: Atlas, 2012.

. REZENDE, Yara. Informação para negócios: os novos agentes do conhecimento e a gestão do capital intelectual. Brasília: Ci. Inf. Brasília, 2002. p. 120-128.

. OROZCO, E. La inteligência organizacional em la industria biofarmaceutica. Vol. 28, n. 1. Brasília: In Ciência da Informação, 1999.

. MINTZBERG, Henry. What is planning anyway. Strategic Management Journal. In OLIVEIRA, D. de P. R. de. Planejamento Estratégico: conceitos, metodologias e práticas. 30ª ed. São Paulo: Atlas, 2012.

. TAKEUCHI, Hirotaka; NONAKA, Ikujiro. Gestão do Conhecimento. São Paulo: Bookman, 2008.

. HAMBURG, Morris. Statistical analysis for decision making. New York: Harcourt, Brace & World, 1970.

. CORTEZ, A. D. Construindo um modelo estratégico na área de marketing a partir do sistema de informações gerenciais apoiado pela inteligência competitiva e pelo monitoramento ambiental. Dissertação (mestrado em ciências da informação. Rio de Janeiro: CNPq/ IBICT-UFRJ/ECO, 2002.

. BOWER, Marwin. The will to manage. New York: McGraw-Hill. 1966.

. DRUKER, Petter F. Prática de Administração de Empresas. 1 ed. Rio de Janeiro: Fundo Cultura. 1963. p. 131.

. RUBIN, Robert. Qualidade das decisões é o diferencial. São Paulo: O Estado de São Paulo, Caderno da Economia, 1999. p.12.

. GALLIANO, A. G. O método científico: teoria e prática In MATIAS-PEREIRA, José. Manual de metodologia da pesquisa científica. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 2019.

. MICHEL, Maria Helena. Metodologia e pesquisa científica em ciências sociais: um guia prático para acompanhamento da disciplina e elaboração de trabalhos monográficos. 3ª Ed. São Paulo: Atlas, 2015

. GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1994.

. BRESSAN, Flávio. O método do estudo de caso. São Paulo: FECAP/USP, vol 1. 2000.

. MATIAS-PEREIRA, José. Manual de metodologia da pesquisa científica. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 2019.

Published
2021-09-30
Section
Articles